3 motivos para investir na locação de equipamentos hospitalares – e mais uma dica extra.

Temos um recado importante para diretores, gestores, compradores e demais profissionais que atuam no processo decisivo de aquisições dentro de um hospital: locar equipamentos é melhor do que comprar.

 

Continue lendo para descobrir os 3 motivos:

 

1 – É possível investir sem perder liquidez

A necessidade de bons equipamentos hospitalares vai muito além de um simples “upgrade”. Afinal, estamos falando de materiais, que quando utilizados pelos profissionais da área de saúde, são responsáveis por cuidar ou, até mesmo, salvar vidas. E no caso de hospitais, laboratórios e clínicas, nem sempre o orçamento possibilita obter as melhores opções do mercado, assim como realizar todas as manutenções e atualizações necessárias.

É aí que entra a alternativa de locar no lugar de comprar equipamentos hospitalares. Ao escolher pela locação, o seu hospital garante 2 pilares de inteligência financeira:

 

●       Maior segurança na operação financeira

Ao optar pela locação, dê adeus às preocupações com burocracias bancárias. Mais segurança para locação de equipamentos hospitalares é contar com um intermediário que viabiliza toda a operação para você. Ou seja, esqueça a necessidade de abrir mais linhas de crédito, dos encargos financeiros abusivos ou até mesmo da temida possibilidade de um endividamento em longo prazo, que bloqueia os investimentos em novas necessidades ou emergências

 

●       Planejamento financeiro que realmente funciona

Cansou de planejar o seu orçamento e sempre se deparar com surpresas no meio do caminho? A locação de equipamentos hospitalares também ajuda você a trabalhar com um planejamento financeiro fixo. Isso acontece porque, ao optar pela locação, os custos são distribuídos ao longo do período de utilização, facilitando o pagamento, de acordo com o fluxo de caixa.

 

2 – Garantia de qualidade e de referência

Sabemos que o custo de materiais hospitalares é alto, desde os acessórios até produtos e equipamentos mais complexos. Adicionalmente, a depreciação e obsolescência de equipamentos é acelerada e contínua, uma vez que o uso é frequente e muitos deles precisam de atualizações constantes.

Um equipamento hospitalar não pode esperar 2 ou 3 meses para a troca ou reparo, como acontece com equipamentos de outros setores. Afinal, um material não atualizado pode custar a saúde, ou até mesmo a vida, dos pacientes e implicações muito mais graves do que uma crise que qualquer empresa poderia passar por falta de manutenção.

É por isso que o sistema de locação de equipamento hospitalar é uma escolha inteligente para contar com equipamentos atualizados, testados e com a referência dos principais distribuidores do mercado global. Funciona basicamente assim: você loca por um determinado período e conta com a manutenção necessária do fornecedor. E, ao final do contrato, você poderá renovar e contar com máquinas ou acessórios atualizados, seguindo a mesma margem negociada inicialmente e evitando que os equipamentos se tornem obsoletos.

 

 3 – Menos custos para alocar mais capital

A redução de custos em longo prazo é clara ao optar pela locação de equipamentos hospitalares. Basta colocar no papel para notar que, ao locar equipamentos com um intermediário e com parcelas fixas, o seu hospital, clínica ou laboratório terá maior flexibilidade para investir em outros insumos fundamentais para a melhoria dos processos e até para recursos humanos. Uma forma muito mais inteligente de otimizar o orçamento anual, não é mesmo?

 

Dica extra – Como vender a ideia para os decisores

Você chegou até aqui com a confiança de que o serviço de locação é interessante, mas ainda não sabe como vender a ideia para quem realmente toma as decisões dentro do seu hospital? Também estamos aqui para ajudá-lo com isso!

 

Faças as contas!

De um lado, calcule os custos que você teria para adquirir um equipamento novo, fazer a manutenção, qual tempo esse produto teria de vida útil, o quanto ele continuará “atualizado” em um ano, e acrescente ao cálculo o custo de descarte. Não se esqueça de considerar os custos para operações de crédito, assim como o comprometimento de orçamento, tanto para obter a liberação quanto para o pagamento.

 

De outro lado, considere o valor das parcelas fixas para a locação dos equipamentos e consulte quais seriam os custos para renovação ou prolongação de contrato. Lembrando que a locação por ser considerada uma despesa operacional, concede a você o direito de obter 100% de abatimento no IR caso o hospital esteja enquadrado no modelo de lucro real. A manutenção fica por conta do fornecedor e você conta com a possibilidade de renovar um equipamento seguindo a mesma margem.

Agora você tem um bom ponto de partida para vender essa ideia, certo? Caso tenha alguma dúvida, ou precise de uma ajuda para calcular esse comparativo, é só falar com um de nossos consultores.

Para cima